Para a Leonor

Acho que vou continuar a escrever-te cartas de amor para o resto da vida e já se sabe, todas as cartas de amor são ridículas. 

Ando à procura das palavras porque me parecem sempre vazias ao lado da alegria maluca que em mim se perpetua como um eco, com a tua gargalhada. 

Fazes 18 anos e tens pressa – é mesmo assim aos 18 anos, e ainda bem. E este foi ano que nos obrigou a parar. Suprema ironia! Começo a minha vénia por aqui: a resiliência e aceitação com que tu – como tantas e tantos da tua geração – acataram a ordem “encosta a vida à berma e aguarda instruções” foi notável.  Aos 18 anos, parar e aguardar é a mesma coisa que nos obrigarem a tomar comprimidos de óleo de fígado de bacalhau (esquece, já não é da tua geração).

Seria o ano em que iríamos, pela primeira vez, numa viagem de mãe e filha! 

Seria o ano em que ias começar a tirar a carta, o ano do baile de finalistas (coisa mais pirosa, desculpa lá) o ano dos festivais (sobretudo aquele de hip hop com que andaste a alucinar de expectativa durante meses). É também o ano dos exames e será o ano em que vais entrar para a faculdade. Foi o ano em que, por força das circunstâncias dos últimos meses, mais conversámos e rimos, ainda mais do que nos outros, confinadas e cúmplices, da nossa varanda para o mundo e dali dançámos e disparatámos muito. Abençoadas.

Eu não posso, nem quero explicar detalhadamente, aquilo que só tu e eu sabemos: somos mãe e filha mas há uma qualquer conjugação cósmica (talvez escrita na poeira do universo, como vaticinou o teu bisavô no dia mais feliz, aquele em que nasceste) que nos faz como dupla, absolutamente magníficas. É preciso dizer isso com honestidade (sorriso malandro ou emoji 😏).

E essa, meu amor, é uma das minhas maiores vitórias e alegrias. Saber que sabes que estou lá para ti – de forma feroz e incondicional – mas a deixar-te andar de vez em quando, com a cabeça nas nuvens e também de quando em vez tropeçar. E ergueres-te sozinha. 

Foi sempre assim até ao dia de hoje (em que és, oficialmente adulta) e em bom rigor pouco ou nada mudará porque nunca te senti presa ou em fuga. Nunca foi preciso. 

Amor, confiança, honestidade e responsabilidade – 4 palavras-chave. Dito assim parece simples mas cum caraças … simples é Física Quântica. Educar  é falhar, é um exercício exaustivo de tentativa/erro (e às vezes parece que não estamos a chegar a lado nenhum e já estamos no lugar onde sempre nos esperaram) – e “tungas”, pega lá o Saramago que já está na altura de o começares a ler. 

Leonor, a vida pode ser linda quando não temos medo (isto hoje são só citações dengosas) e a tua mal começou. Está a começar a grande aventura e eu vejo essa cabeça a fervilhar, a descobrir o mundo (tantas vezes de forma dolorosa mas reativa e combativa) a descobrir o que fazer com o privilégio que tens (o amor, a segurança e as oportunidades) e a juntares-te aos que não o têm. A tentar descobrir uma voz e o que fazer com ela. E isso é mesmo o mais bonito de tudo. Isso e ver-te rir e dançar. 

E o que me (nos) fazes rir pela forma caricatural e hilariante como observas os habitantes do planeta – e que o planeta te mantenha assim, apesar de tudo, tão frágil e tão forte, na batalha por seres feliz.  

Parabéns minha besnica querida.

Let the games begin“. 

Rita Ferro Rodrigues. 

Partilhe nas Redes Sociais
FacebookTwitterPinterest

17 comentários em “Para a Leonor

  1. Parabéns para a Ritinha e para a Leonor que siga seus sonhos e os consiga concretizar. Hoje a minha neta Ines também está de parabéns, mais 2, para toda a família eu desejo as maiores felicidades. ♥️🎉🎈

  2. Belo texto de uma mãe orgulhosa! Muitos parabéns à filhota, que Deus a proteja sempre e lhe proporcione a maior felicidade na vida! Beijinhos à Leonor, outro para a Rita

  3. Linda carta de Amor da Rita à sua filha. Fiquei emocionada. Muitos Parabéns e votos de Constelações de Felicidade durante toda a vida da Leonor. 🙏 💜 🌷

  4. Como eu a entendo!
    Já tenho três filhos adultos, e também uma neta!!
    Como eu adorava ainda ver mais dois netos chegarem lá!!🤔 Parabéns! Que sejam todos felizes. Bjokas 🍀

  5. Para Rita é Leonor. Começa hoje uma nova etapa das vossas vidas, na qual todas nós passamos, fase essa que todas nós desejamos chegar. Hoje é a Leonor que chegou à idade tão desejada. Principalmente para ela que continue a ser feliz, com a família que a proteje, que tenha um futuro próspero e que todos os seus sonhos se concretizem. Para terminar muitos parabéns e que os seus sonhos se concretizem. Um dia muito feliz apesar das contingências da fase porque passamos presentemente. Um forte abraço para ambas💕

  6. Adorei!!! A verdade dos 18 anos, de educar os filhos e da vida, dita pelos olhos de uma mãe, de uma forma cool e com muito amor e proteção em cada palavra! Beijinho e muitos parabéns 🎈🎉 🎂

  7. Que maravilha Rita! Senti cada frase escrita com tanta sensibilidade, ternura, orgulho e amor, de tal forma, que me revi em casa uma delas! Obrigada por partilhar esse sentir, esse amor, essa cumplicidade que nos lembra e relembra da relevância, do orgulho, da felicidade e da partilha de momentos únicos, por vezes indescritíveis, que passamos com os nossos filhos maravilhosos e que levamos para a vida❤️❤️

  8. Celebrar a vida é sempre motivo de muita alegria e gratidão!
    Sejam sempre esse amor maior que vos une para além de mãe e filha!❤🙏
    Parabéns e votos de de uma vida longa cheia de bênçãos e muitos méritos!
    Dia feliz! 🌻

Deixe uma resposta

* Campos obrigatórios