NÃO – O poder da palavra “não” na nossa vida

Quando somos crianças ou adolescentes, existe uma palavra que detestamos mais do que todas as outras.

A palavra NÃO

Não podes comer mais doces

Não podes sair hoje

Não podes levar o meu carro

Não podes usar maquilhagem

Mas hoje quero que pensem no NÃO como um escudo protetor.

O NÃO está associado à rejeição, dizer NÃO, é muito difícil e dá-nos a sensação de que vamos magoar os sentimentos de alguém ou que vão deixar de gostar de nós.

É importante aprender a criar limites com os outros para o nosso crescimento e dizer NÃO, mostra que nos respeitamos e respeitamos quem está à nossa volta.

Faça escolhas baseadas no que sente e não pense no que os outros vão achar de si.

Se dizemos sempre sim, as pessoas nunca vão saber o que realmente queremos e é um facto que os portugueses não gostam de reclamar.

Preferimos pagar uma péssima refeição do que reclamar para não nos acharem arrogantes, preferimos dizer sempre sim a um patrão, do que exigir os nossos direitos e quando dizemos sim a um emprego ou uma tarefa que não gostamos, está a fechar a oportunidade de procurar algo melhor. Preferimos dizer sempre sim aos nossos filhos, para nos verem como protetores, sem pensar que quando estes forem adultos, não sabem lidar com a rejeição. E os adultos sabem que lidamos com muita rejeição ao longo da vida.

Será que está mesmo ajudar o seu amigo, quando não lhe diz a verdade?

O ser humano em qualquer parte do mundo, tem a tendência de julgar os outros pela própria cabeça e se não gosta de ouvir um NÃO, nunca irá dizê-lo a outra pessoa, mas pense o que poderia ter feito de diferente na sua vida se mais pessoas à sua volta lhe dissessem NÃO na altura certa.

Claro que, não podemos ser agressivos, gratuitos ou sem sentido.

Oscar Wilde deixou escrito que “Pouca sinceridade é uma coisa perigosa, e muita sinceridade é absolutamente fatal”, por isso é preciso explicar o porquê, e vai ver que com este apoio, vão compreender melhor as suas intenções.

Quando dizemos NÃO, estamos a fechar uma porta a alguma coisa, mas abrir outra a coisas novas.

Se vai contra os seus valores, a sua integridade e a sua felicidade, diga NÃO às coisas que não quer fazer. Tenho a certeza que vai ficar surpreendido com a reação dos outros e essa reação será muito melhor do que imagina.

 

Steve Jobs também disse:

“Estou tão orgulhoso das coisas que fiz, como das que não fiz”

 

Nota sobre a autora

Sandra Almeida

47 anos

Maquilhadora & Formadora de Comunicação

A escrita começou por ser um exercício pessoal para conseguir sintetizar ideias e não dispersar nas minhas aulas e acabou por se tornar uma paixão. 

A comunicação mudou a minha perspectiva da vida e o meu crescimento pessoal e agora quero mudar a vida dos outros.

Email

Website

Youtube 

Instagram

 

Partilhe nas Redes Sociais
FacebookTwitterPinterest

Deixe uma resposta

* Campos obrigatórios