Filha és, Mãe serás

Filha és… mãe  serás

Quando era pequenina olhava com espanto para a minha mãe.

Quando o frango assado vinha para a mesa, ela era sempre a última a servir-se: cada um escolhia o que gostava mais e, por último, lá se servia a minha mãe, sempre com um sorriso.

O ovo estrelado que rebentava na frigideira tinha sempre como destino o prato dela.

Descascava as maçãs para todos e comia a que sobrava “está tocada mas é boa, não é para desperdiçar”.

Agora eu sou, instintivamente, essa mãe, com outras carinhas pequeninas a olharem-me com espanto.

O amor está nos gestos mais simples. Está nas maçãs tocadas, no ovo estrelado que rebenta. Nas mãos frias na testa que aliviam a febre… que curam tudo.

Filha és, mãe serás …

Rita Ferro Rodrigues

Partilhe nas Redes Sociais
FacebookTwitterPinterest

8 comentários em “Filha és, Mãe serás

  1. Achei este texto muito interessante.
    Como se fosse um espelho, olhei para ele e essas palavras foram vistas, lidas e pareceram ser da minha autoria.
    Na verdade, há coisas que não esquecem mas como já fazem parte da minha maneira de ser e estar na vida, não resisti à partilha.
    Não se trata de descriminar pessoas, faço isso instintivamente para com quem convivo diariamente.
    Obrigada por me ter dado a oportunidade de me retratar sem qualquer esforço!…

  2. Lindo poema Rita ferro Rodrigues Amei❤️
    Nota se a delicadeza o carinho o Amor a sensibilidade nas Suas palavras que foram bem transmitidas pela sua Mãe 💗💗
    Beijinhos grandes no seu Lindo Coração 😘😘

  3. Sim,nunca pensei tanto nessas palavras como agora que sinto este amor imenso e incondicional
    Entendo agora o que sentia .
    Amo_te mãe tanta saudade

  4. Que texto fantástico com as palavras mais simples e tão poderosas, obrigada Rita por partilhares connosco beijinhos de uma mãe que se revê em cada palavra deste texto 😊

Deixe uma resposta

* Campos obrigatórios