É sempre o amor que te salva

Às vezes o mundo dá-te medo. Faz-te querer fugir. E depois, às vezes, chega-te um abraço que salva tudo o que és, com sabor a casa. Que te resgata.

Às vezes o mundo não tem chão. Deixa-te cair. E depois, às vezes, chega-te uma mão que salva tudo o que és, com sabor a colo. Que te segura.

Às vezes o mundo é perdido. Ou tu. Tu perdes-te no mundo. E depois, às vezes, chega-te um olhar que salva tudo o que és, com sabor a encontro. Que te descobre, por dentro.

Às vezes o mundo corre demais. Não te deixa parar e sufoca-te. E depois, às vezes, chega-te um sorriso que salva tudo o que és, com sabor a abraço. Que te sossega.

Às vezes o mundo dói. Rasga-te mais do que consegues suportar. E depois, às vezes, chega-te um beijo que salva tudo o que és, com sabor a milagre. Que te cura.

Às vezes o mundo é frio. E depois, às vezes, chega-te um coração que salva tudo o que és, com sabor a amor. Que te sente.

Às vezes o mundo… Dá-te medo. Não tem chão. É perdido. Corre demais. Dói. É frio. E depois, às vezes, chega-te o amor que salva tudo o que és. Ou melhor: E depois, sempre, chega-te o amor que salva tudo o que és. Sempre. Quando o mundo isto ou aquilo. Quando tu isto ou aquilo. É o amor. É sempre o amor que salva tudo o que és. É sempre o amor que te salva.

 

Nota sobre a autora

Sou a Daniela Barreira, tenho 29 anos e tenho trabalhado com crianças. Dito assim, de forma directa e breve. Mas dizer, realmente, quem eu sou: sou aquela que acredita que um abraço é a melhor forma do amor. Sou aquela que acredita que () o amor muda o mundo. Que acredita que um pedacinho de amor, mesmo o mais pequenino (e, tantas vezes, especialmente o mais pequenino), muda o mundo. E é isto que me faz escrever, de vez em quando, por aqui:

Blog

Faço parte da Mover Mundos, uma Associação que apoia os projectos de voluntariado do Movimento Missionário da Ramada, que vive este sonho de acreditar que, através do Amor, movemos mundos.

Facebook

Sou também a “criadora do Tatuar Sorrisos, que tem a simples missão de “Tatuar sorrisos no dia de alguém, na vida de alguém, no coração de alguém”, através de pedacinhos de amor escritos em post-it’s, deixados por aí.

Facebook

 

 

Partilhe nas Redes Sociais
FacebookTwitterPinterest

Deixe uma resposta

* Campos obrigatórios