A Mena

Há nela uma gravidade e uma consciência de vida e da nossa frágil existência que a faz ter sempre qualquer coisa de tristeza – não é detectável a “olho humano”, acreditem.

A Filomena da televisão e a Mena são a mesmíssima pessoa, dois lados de uma mulher que tem ainda outro – esse tal que falo – que como amiga, por estranho que possa parece, é o que mais me encanta. A tal sublime tristeza – que mais não é que lucidez.  

A Mena foi muito generosa em dar-me esta entrevista. Ela não precisava. Faz e muito bem, o que quer. Gostamos muito uma da outra – e já nos pegámos algumas vezes (por gostarmos uma da outra). Nada de grave, passa sempre em 5 minutos.

Acho que partilhamos de uma certa intensidade e de muitas convicções e por alguma razão, devemos sempre uma à outra a verdade – e não nos coibimos de a dizer.

A Filomena (que tem o nome da minha mãe) é um caso sério de talento, originalidade, graça.   Está-se a borrifar para a televisão e para a fama mas sabe que há um jogo que se tem de jogar para se fazer aquilo de que se gosta. E por vezes custa-lhe um bocadinho.

Gosta do Teatro e do Cinema e das Artes em geral.

Gosta que não a chateiem, de um bom livro, um cão, um Rio, um amor e um pão com manteiga.  

Também gosta de rir e quando ri, mascara as dores dela e faz-nos esquecer as nossas.  

Nesta entrevista vejo isso tudo.

A Mena toda.

Obrigada Querida.

Partilhe nas Redes Sociais
FacebookTwitterPinterest

10 comentários em “A Mena

  1. Parabéns! Adorei tudo na entrevista (excepto as palavras que não percebi rsrs mas estava a gostar tanto da fluidez que não quis usar o pause)
    Eu digo até que é excelente para ouvir com companhia e fazer de cada pergunta e resposta um ponto de partida de conversa, daquelas em que ficamos a conhecer o outro melhor.
    E, já agora, a parte “pior” foi o medo do cancro… Espero que nenhuma de vocês passe por isso… Eu fui ‘apanhada’… Sou mais uma com cancro da mama.
    Felicidades e vou querer ver mais entrevistas da Rita, que quanto à Mena, já acompanho o 5 e outros programas!
    Beijinhos

  2. Mais um excelente trabalho. Mais uma deliciosa entrevista. Parabéns Rita.
    Da Filomena, fantástica, um ser humano incrível, maravilhoso, linda, que coração enorme e tão mas tão bom. Que miúda mais trabalhadora, humilde.
    Parabéns.

  3. Uma delícia. Adorei o texto. Mena e Rita duas mulheres incríveis das quais só poderia resultar uma entrevista leve, sã, sem tabus nem preconceitos, revelando a vida como ela é e a melhor maneira de ser vivida. Parabéns às duas. Beijinhos

Deixe uma resposta

* Campos obrigatórios